home
biografia
bibliografia
toda palavra
outras palavras
entrevistas
entrega a própria lança
na rude batalha em que morra

[amálgama, 2007]
[fundac, 2005]


prefácio



uma ânfora vazia
desde remotos séculos repete
“Kleimachos me fez e eu sou dele”

Kleimachos não mais existe
só a posse de sua ânfora se perpetua
mais forte que sua matéria

uma estatueta arcaica repete
“a cada um que me pergunta
respondo a mesma coisa
Andron filho de Antífonas
dedicou-me como dízimo”

nesse dízimo se prepara a palavra
no princípio era o verbo
e o verbo se fez arma

pergunta como salvar uma alma pela palavra


(entrega a própria lança na rude batalha em que morra, 2005)




na glória de tua força perdida na ânsia do herói



na glória de tua força perdida na ânsia do herói
derrotado se constrói a divindade que te louva
levado à mesma forca que sendo erguida se destrói

perdida a força do herói o que em nossa lira se canta
guarda no andor de santa caminho em terra de homens sós
onde em ferro se constrói todo canto que ao fogo espanta

há música e há dança onde uma musa leve se mova
meretriz que se louva quando um herói sem esperança
entrega a própria lança na rude batalha em que morra

entre as marcas e a força do profano e do sagrado
destes heróis armados que uma brisa distante encanta


(entrega a própria lança na rude batalha em que morra, 2005)




ao ouvidor geral de 1732


canção de amor cantar eu vim
mas agora, de nomes e de usança
novos e vários são os habitantes
Cardoso Balegão, sargento-mor
este que em companhia de escravos fugidos
este que semeou sangue nos sertões do Piauí
estes Pedro Barbosa Leal e Manuel de Sousa Pinheiro

canção de amor cantar eu vim
mas o ouvidor geral repete
que as mortes não eram naturais

como não era natural que
Antônio Pedro Nunes, advogado
secretário interino do governo
seja assassinado para os olhos de Oeiras
bárbaro e público
no esquecido dia 13 9 1803

e que no ano seguinte
a um homem assassinado
tenha as mãos cortadas
e uma delas pendurada
no badalo do sino da igreja
em Piracuruca

se dos registros de 1694
sendo 16 pessoas mortas
apenas uma por enfermidade

mas agora, de nomes e de usança
novos e vários são os habitantes
se no ano da graça de 1845
o júri julgou 58 crimes
1 de moeda falsa
1 contra a liberdade individual
4 de ameaças
3 de furto
1 de estupro
2 de porte ilegal de arma
23 de lesões corporais
23 de homicídios

canção de amor cantar eu vim, Musa
mas não mais que a lira tenho destemperada
e a voz enrouquecida


(entrega a própria lança na rude batalha em que morra, 2005)

Site Map